Coleções

Como colher nozes de macadâmia

Como colher nozes de macadâmia

Imagem de nozes e cascas de macadâmia por MrGreenBug de Fotolia.com

A noz macadâmia, também conhecida como noz australiana ou noz Queensland, é popularmente cultivada por pessoas em todo o mundo. As nozes de macadâmia crescem em árvores que podem atingir uma altura impressionante de 12 metros e são colhidas com o uso de longas estacas. As nozes são alojadas em cascas duras que devem ser quebradas após a colheita para revelar a noz macia e marrom em seu interior. A colheita de nozes de macadâmia pode ser feita com um pouco de tempo e paciência.

Localize os ramos da nogueira macadâmia que contêm nozes maduras. As nozes amadurecidas podem ser identificadas por sua casca aberta ou rachada. Geralmente as nozes estão prontas para serem colhidas durante o mês de junho.

  • A noz macadâmia, também conhecida como noz australiana ou noz Queensland, é popularmente cultivada por pessoas em todo o mundo.
  • A colheita de nozes de macadâmia pode ser feita com um pouco de tempo e paciência.

Use uma vara longa para derrubar nozes maduras que estão fora de alcance. Bata no galho que contém as nozes maduras até que caiam no chão.

Reúna as nozes em uma cesta ou recipiente e remova imediatamente a casca que contém as nozes.

Coloque as nozes em um lençol velho estendido em uma área seca e sombreada, protegida do vento, da chuva e do sol. Deixe as nozes secarem por 2 a 3 semanas.

Coloque as nozes secas em um recipiente hermético e guarde-as em um local fresco e seco até que as nozes sejam necessárias.

Quando as nozes de macadâmia amadurecem na árvore, elas caem no chão. Recolha as nozes maduras que estão no chão o mais rápido possível para evitar que estraguem.

Se as nozes ainda estiverem úmidas após o período de secagem de 2 a 3 semanas, coloque-as em um forno aquecido a 100-115 graus por 12 horas para permitir que terminem de secar. Mexa as nozes com freqüência para evitar que cozinhem ou queimem.


Assista o vídeo: Recolhedor Manual de Nozes - GTM do Brasil (Novembro 2021).