Em formação

Entomologia agrícola: Gorgulho do feijão

Entomologia agrícola: Gorgulho do feijão

Classificação e plantas hospedeiras

Classe: Insetos
Ordem: Besouros
Subordem: Polifagos
Família: Bruchidi
Gênero: Acanthoscelides
Espécie: A. obtectus Say

Referência bibliográfica:
Fitopatologia, entomologia agrícola e biologia aplicada” – M.Ferrari, E.Marcon, A.Menta; Edagricole escolar - RCS Libri spa

Plantas hospedeiras: Feijão e sementes de outras plantas leguminosas.

Identificação e danos

Tonchio del Fagiolo é um pequeno besouro (com cerca de 2,54 mm de comprimento) de cor esverdeada e com o corpo coberto de pêlos curtos.
A larva é arqueada e esbranquiçada.
O dano ocorre nas sementes do feijão e é determinado pela atividade trófica das larvas; estes penetram no feijão, mais de uma em cada semente, cavando túneis nutricionais. As sementes, esvaziadas e perfuradas, tornam-se não comestíveis e perdem sua capacidade de germinação.

Ciclo biológico

O Tonchio del Fagiolo vence na fase adulta, dentro dos armazéns.
No verão, os adultos que saem dos armazéns chegam às plantas de feijão; as fêmeas depositam seus ovos nas vagens dentro de uma abertura, cavada com a mandíbula, perto das sementes maduras. As larvas recém-nascidas penetram nos feijões e completam o desenvolvimento dentro deles.
Os adultos piscam quando as sementes foram coletadas e armazenadas; uma série de gerações começa no armazém, que pode variar de 3 a 4 até no máximo 6 por ano.

Gorgulho adulto - Acanthoscelides obtectus Diga (foto http://claude.schott.free.fr)

Gorgulho do feijão - Acanthoscelides obtectus Diga (foto http://claude.schott.free.fr)

Luta

Técnicas de prevenção e combate
As técnicas de prevenção e controle devem seguir as seguintes regras básicas:
- as salas destinadas ao armazém devem ser perfeitamente impermeáveis ​​aos insetos. Portas e janelas devem ter medidas que permitam seu fechamento hermético. O mesmo edifício também deve ser isolado nas fundações, para permitir qualquer fumigação de desinfecção, mesmo sob pressão; as janelas devem estar equipadas com redes de metal ou nylon, de malha fina, para impedir a entrada de insetos adultos;
- em armazéns e salas de processamento, encontram aplicação eficaz: armadilhas para alimentos, armadilhas para descargas elétricas, armadilhas sexuais.
As armadilhas sexuais são particularmente eficazes contra os lepidópteros. Com essas armadilhas, você pode obter resultados diferentes:
- captura maciça: dessa maneira, reduz-se a consistência numérica da população, capturando os machos que não conseguem mais acasalar;
- monitoramento da captura: dessa forma, o tamanho da população é identificado e o ciclo de desenvolvimento é seguido para determinar o limiar de intervenção. Isso permite identificar o momento mais propício para intervir com produtos de controle de pragas e somente quando o tamanho da população é capaz de causar danos econômicos reais.
O limiar varia de 1 a 2 insetos por armadilha, dependendo do fitófago considerado; a desinfestação é realizada com fumigantes ou com inseticidas de ação residual; isso pode ser feito tanto com infestações atuais quanto com salas vazias, para fins preventivos.

Fumigação
A fumigação deve ser realizada por pessoal especializado, com a autorização do Quartel da Polícia, da A.S.L. ou do Gabinete do Mestre do Porto.
As doses e os períodos de exposição devem ser rigorosamente respeitados para impedir que o produto armazenado assuma odores que também são transmitidos ao pão e outros derivados.

Inseticidas residuais (ação de contato)
A aplicação das doses deve ser rigorosa para evitar o aparecimento de fenômenos de resistência; também é aconselhável alternar o uso dos ingredientes ativos, para reduzir esses fenômenos.

Outros métodos de conservação
Atualmente, a preservação de alimentos está focada no uso de duas novas tecnologias: atmosfera controlada e refrigeração; essas novas técnicas que tendem a substituir produtos químicos permitem limitar infestações e obter produtos preservados sem resíduos químicos.
Essas técnicas fornecem ambientes especialmente construídos e naturalmente à prova d'água.
A técnica de atmosfera controlada é realizada com o uso de nitrogênio ou dióxido de carbono para substituir o oxigênio.
Os melhores resultados são obtidos com dióxido de carbono, que requer tempos de aplicação mais curtos, em comparação com o nitrogênio, mesmo na presença de uma certa% de oxigênio.
Os insetos morrem por asfixia e pelo efeito tóxico do CO2 no nível celular.
A técnica de refrigeração permite que você armazene produtos com eficiência por longos períodos, pois o metabolismo dos insetos é bloqueado.
Os tempos de refrigeração variam de acordo com a queda de temperatura escolhida, que depende das espécies de insetos presentes e de seu estágio de desenvolvimento.
A conservação também pode ser integrada, ou seja, usando as duas técnicas: baixas temperaturas associadas à atmosfera controlada.


Vídeo: Caruncho no feijão eu te ensino a tirar (Outubro 2021).